Infindável Sina

Posted: 31 de dez de 2013 by Lux Alt in Marcadores: , , , ,
0

Sob a expectativa dum primeiro passo,
Vamos sobrevivendo à rotina...
Do perene espectro do acaso.

Dissolvida Corrente

Posted: by Lux Alt in Marcadores: , , , , ,
0

Quando as luzes apagarem,
Deixe de lado o egoísmo...
Tudo não passa de miragem,
Conquistas com doce cinismo.
Parte da oxidada engrenagem...
Sempre o afetivo consumismo.
Sempre a tentativa de vantagem...

Quando despertar realmente,
Talvez seja tarde para lamentar.
A vida esvai tão rapidamente,
Quanto o tempo se faz contar...
Estamos em flama decadente,
Incandescente vida a acorrentar.
O ego se torna completamente ausente,
Esperando a revolução acalentar...
Sob corrente social jaz a agonia perpetuar.


Olhar Derretido

Posted: by Lux Alt in Marcadores: , , , , ,
0

Alguns momentos derretidos se aperfeiçoam em poças de satisfação.

Teste Consentido 2

Posted: by Lux Alt in Marcadores: , ,
0

Jade dizia ser a favor de testes em animais. Afinal os produtos de beleza e medicamentos deveriam ser testados em alguém que não fosse humano, já que os animais foram feitos para servirem aos humanos segundo ela.
Entretanto, aquela máscara para cílios aprovada em testes com lebres não teve o mesmo resultado em cílios humanos. Muito menos nos de Jade. E mesmo recebendo farta indenização, os testes continuam para tentar recuperar a visão dela.

Certeza Especista - Poetronic Music

Posted: by Lux Alt in Marcadores: , , , , ,
0


Poesia originalmente publicada em 20/10/2010.

Aspiração De Ser

Posted: by Lux Alt in Marcadores: , ,
0

Quando eu crescer
Quero voltar a ter,
A inocência ao ver.

Seguindo A Bússola

Posted: by Lux Alt in Marcadores: , , , , , ,
0

Um passo em falso por uma vida falsa,
Sempre em busca de sonhos inválidos.
Rastejando por restos de oca carcaça,
Sempre em busca de anseios pálidos.

Um passo incerto de volta à inocência,
À procura dos amores mais imaginários.
Escorregando em lama de aparência,
Sempre em busca de sonhos sedentários.

Um passo seguro de que não haverá fim,
Juntando de volta aos pedaços daquele momento
Em busca do real sentimento!
Sem angústia, sem tormento...
De volta a mim.
De volta por mim.

O Observador Do Desprezo

Posted: by Lux Alt in Marcadores: , , ,
0

Observando com desdém o humano mundo entorpecido que o cerca.

Desajuste Natural

Posted: by Lux Alt in Marcadores: , , ,
0

Mesmo sendo enfermeira e salvando vidas constantemente, Kátia estava infeliz, depressiva e fixamente tinha pensamentos suicidas. A vida não lhe fazia sentido e ela não se adaptava aquela convivência humana.
Enquanto Kátia viajava a um congresso, houve uma catástrofe natural em sua cidade e todos seus colegas e familiares morreram. Contudo pela primeira vez na vida, sentiu ampla conectividade com o mundo sozinha.

Nem Morto - Poetronic Music

Posted: by Lux Alt in Marcadores: , , ,
0

Poetrix originalmente publicada em 02/08/2010.

Sem Bússola

Posted: by Lux Alt in Marcadores: , , , ,
0

Caminhos exilados,
Tantos horizontes,
Tantos humanos desorientados...

Eclipse Secundário

Posted: 26 de dez de 2013 by Lux Alt in Marcadores: , , ,
0

Enquanto tantos esperavam um apocalipse
Eu só busquei a ascensão...
Enquanto tantos apreciavam o lunar eclipse
Eu toquei o sol com toda paixão!

Eu me queimei sem culpa e lambi a cicatriz...
Enquanto tantos receavam.
Eu beijei a insensatez de ser real e feliz...
Enquanto tantos invejavam...

Enquanto tantos me desejavam fiz com quem eu quis.

Metamorfose

Posted: 10 de dez de 2013 by Lux Alt in Marcadores: , , , ,
0

Álvaro sempre gostou de animais. Tanto que quando criança foi exímio lobinho. Destacava-se em tudo. Entre os escoteiros descobriu que cresceria um belo veado! Com o passar dos anos e com a independência se tornou forte e hoje, é um suntuoso urso.