Dúvidas Quentes - Poetronic Music

Posted: 25 de mai de 2012 by Lux Alt in Marcadores: , , , ,
0

Honesta Apatia

Posted: 24 de mai de 2012 by Lux Alt in Marcadores: , , , ,
0

A dúvida,
De permear
Entre a tênue linha
Da fantasia,

Submete-nos
A questionar
A quantia
Da realidade.

E mesmo observando
Por cima
Do muro
A hipocrisia,

Seria covardia
Negar o êxtase
Em nome de ética
Liberdade.

Receita De Risoto Ao Co-Couve

Posted: by Lux Alt in Marcadores: , , , ,
0

Ele estava num restaurante chiquérrimo degustando um prato dentre milhares de coisas com um nome impronunciável numa língua indecifrável. E o sabor o fez lembrar seus tempos de estudante, despojado, frenético e indolente.
Depois daquela noite, decidiu que não mais iria a um restaurante daqueles pagar tão caro. Investiria seu dinheiro em jantares para amigos e em livros e dicionários estrangeiros para batizar seus pratos de risoto ao cocouve com nomes abstratos.

***

Ingredientes:
1 xícara de arroz integral (hidratado durante 4 horas);
4 folhas grandes de couve;
200 ml de leite de coco;
1 colher de sopa de azeite de dendê;
1 cebola média picada;
3 dentes de alho amassados;
1 colher de chá de gengibre raspado;
Sal ou tempero completo de Alho + Sal.

Modo de preparo:
Ponha 700 ml de água para esquentar. Enquanto isso refogue o alho e a cebola no azeite de dendê, deixe dourar. Escorra bem e adicione o arroz. Dê uma aquecida, sempre mexendo. Adicione a couve cortada em tirinhas finas. Mexa até misturar bem e junte metade do leite de coco. Acresça a água quente (não precisa deixar ferver) e o tempero completo. Quando levantar fervura mexa de vez em quando durante 15 minutos. Acrescente o restante do leite de coco e deixe ferver por mais 5 minutos. Servir ainda quente.

***

Arroz Integral
Consiste em grãos intactos, privados apenas de sua casca, preservando a película e o gérmen, onde se encontra a maior parte dos nutrientes deste alimento.
A película é constituída por fibras insolúveis que estimulam o sistema gastrointestinal e aumentam o período de saciedade. Contém a vitamina B1, que é quase ausente nos alimentos refinados.


O coco na nutrição
O valor nutritivo do coco varia de acordo com seu estado de maturação, apresentando de maneira geral bom teor de sais minerais (potássio, sódio, fósforo e cloro), e fibras, importantes para o estímulo da atividade intestinal. Devido ao seu conteúdo em sais de potássio e sódio, é um alimento adequado contra aterosclerose, para o sistema nervoso, cérebro e pulmões, além de ser um bom alimento para os diabéticos.
A água de coco é muito saborosa. Pode ser empregada como diurético, por ser inofensiva e rica em sais de potássio. É também indicada nos casos de diarreia, vômitos ou mesmo desidratação. Tem grande eficácia nos casos de pressão alta, problemas cardíacos, cãibras, astenia, dores de cabeça e mal-estar. Ajuda também no crescimento infantil e no combate ao colesterol.
Já o coco maduro é contraindicado às pessoas com problemas cardíacas e que tenham alta taxa de colesterol no sangue.
Para verificar se o coco maduro está em boas condições, é suficiente bater com uma moeda na casca. Se ele estiver fresco, o som será estridente. Som oco indica que a fruta está estragada.
O coco realça o sabor dos alimentos, sendo excelente no preparo de bebidas, pratos doces e salgados, substituindo com vantagem nozes e amêndoas nos diferentes tipos de receitas.
Cem gramas de coco maduro fornecem 290 kcal (quilocalorias) e 100 miligramas de água de coco, 22 quilocalorias.

Como (Se) Compõe

Posted: 23 de mai de 2012 by Lux Alt in Marcadores: , , , ,
0

Comece nutrindo sua insurreição,
Diante do que o espelho impõe.
O resto é só imaginação!

CriAtividade

Posted: 22 de mai de 2012 by Lux Alt in Marcadores: , , , ,
0

Nunca deixemos petrificar a criatividade,
É pondo pra fora que gritamos pela liberdade!

Face A Face 2

Posted: by Lux Alt in Marcadores: , , , ,
0

O cansaço perante tanto sentimento insípido,
Só não é mais contundente do que a apatia.
O embaraço diante do contentamento conspícuo,
Só é mais indiferente do que a fé na fantasia.

Mais um dia, mais uma morte, mais ar para terra!
Sem hipocrisia, sem esperança diante do odor.
Mais um tiro, mais um corte, mais paz para guerra!
Sem anestesia, por vingança e por puro amor!

Quem tanto teme a invisibilidade sempre berra...
Tanta covardia por sinceridade... Doce rancor.


Graforréia 41 e 42 + Paranoia 2 (Coletivo) Para Download

Posted: 19 de mai de 2012 by Lux Alt in Marcadores: , , , ,
1





Morreu De Tanto Amor!

Posted: 18 de mai de 2012 by Lux Alt in Marcadores: , , , ,
0

De tanto dizer para si que a violência sofrida vinda de ser amado marido era uma forma de amor, Maria Justina só conseguia amar o resto do mundo do mesmo modo. Inclusive a si mesma.

Homenagem

Posted: 17 de mai de 2012 by Lux Alt in Marcadores: , , ,
0

Pombo também faz...
Justíssima homenagem!

Idoneidade

Posted: by Lux Alt in Marcadores: , , , ,
0

Quando você deixou seu lar para buscar liberdade,
Você escolheu o mundo como sua nova moradia!
Dizendo a si que a prisão estava além da realidade,
Você escolheu a possibilidade de ter a vida vadia...

Quando você proferiu mentira mais de dez vezes,
Você escolheu a inverdade como única certeza.
Dizendo a si não se importar com urina e fezes,
Você escolheu sua interpretação do que é pureza.

Quando você escolheu se importar com alguém,
Você sabia que a dor seria fatal consequência.
Dizendo que todos valem se desejar sempre bem,
Você escolheu fazer mal a si por alheia clemência...

Quando você escolheu o caminho libertário,
Você sabia que mesmo ao contrário não haveria coincidência.

Oh Que Inocente...

Posted: 15 de mai de 2012 by Lux Alt in Marcadores: , , , , ,
0

Arrepender-se de sentir dor alheia,
                              Dói infelizmente,
                                              Em si somente!

Venenosa Voz

Posted: by Lux Alt in Marcadores: , , , ,
1

Tanta peçonha arrogante...
Há de consumir até a essência mais importante..

Você Ou Todos

Posted: 14 de mai de 2012 by Lux Alt in Marcadores: , , ,
0

Você deveria ter gritado mais alto!
Ou a dor não foi realmente eficaz.
Todas as ideias tomadas por assalto,
Ao fim não importa tanto quem faz.

Você deveria ter se envolvido menos,
Ou deixou de se importar consigo.
Tantos sonhadores tão, tão pequenos,
Ao fim só o espelho é teu inimigo!

É você ou tantos outros!
É você ou sou eu!
Por todos ou por mim...
É você ou o seu fim!

Você deveria ter atirado na cabeça,
Ou ainda espera uma regeneração.
Todos só querem que você esqueça,
Ao fim quem está em degeneração!

Você deveria ter sido mais traiçoeiro,
Ou não aprendeu a viver em sociedade.
Todos um dia usam trajes de coveiro...
E ao fim não se sabe motivo ou finalidade...
De ser falso ou verdadeiro,
Já que ao fim esses todos caem à ordinária mediocridade.

Descarte - Poetronic Music

Posted: 11 de mai de 2012 by Lux Alt in Marcadores: , , , ,
0


Microconto originalmente publicado em 29/09/2009.

Desfragmentação

Posted: 9 de mai de 2012 by Lux Alt in Marcadores: , , ,
0

Conviver com muita gente e conhecer muitas pessoas, geralmente lhe parecia vantajosamente agradável. Mas com o tempo quase todos trazem decepções a convicções mais radicais. E por tais desilusões Kedar sempre guardava rancor... Durante anos, concentrou aquelas animosidades que sobrecarregavam que aborreciam, que impediam possibilidades para com outros convictos.
Depois de alguns anos de repetidas decepções, Kedar percebeu que guardar esse rancor, além de não ser agradável, lhe consumia muita energia e memória. A solução mais prática encontrada por Kedar foi seguir os diversos conselhos e esquecer... E esqueceu! As pessoas por quem tinha rancor... Como se nunca tivessem existido!

Não Irmão!

Posted: by Lux Alt in Marcadores: , , , ,
1

"Eles não são irmãos, eles não são lacaios. Eles são outras nações, presos conosco nesta vida e neste tempo, prisioneiros do esplendor e trabalho da terra." - Trecho do DOC Terráqueos.

Desmorte

Posted: 8 de mai de 2012 by Lux Alt in Marcadores: , , ,
0

Uma batalha
Entre memória
E inspiração imaginária,

Põem as lisuras
Na fronte
Dessa guerra falida.

Sem mais temores
Diante de postura
Tão ordinária,

Só resta ser além
De estima
De vontade estresida.

Inconsistente Mudança

Posted: 7 de mai de 2012 by Lux Alt in Marcadores: , , , ,
0

Daquela velha infância inocente,
      O que sobrou tanto quanto lembrança,
Foi imaginação tão somente.

Anseio Solúvel

Posted: by Lux Alt in Marcadores: , , ,
0

Preso a raízes inférteis,
Anseio libertário padece.

Destino Caseiro

Posted: 5 de mai de 2012 by Lux Alt in Marcadores: , , , , ,
0

Depois da metade de sua vida e muito trabalho conseguiu adquirir seu próprio imóvel. E saiu daquele apartamento tão problemático. Porém após um mês sua casa havia sido assaltada duas vezes. E os problemas com encanamento e fiação elétrica começaram a surgir.
Em súbita epifania pôs a mochila nas costas e fez das estradas do mundo sua residência. Além de renda certa, agora teria para onde voltar se o mundo lhe mostrasse ainda mais defeitos que a casa.

Anti Vivisection - Instrumental

Posted: by Lux Alt in Marcadores: , , ,
0

A Vida Em Slow Motion

Posted: 4 de mai de 2012 by Lux Alt in Marcadores: , , , ,
0

A resistência da água perante os olhos mais marejados,
Demostram tão somente o caos dentro desse organismo.
E não apagam dor constante mesmo de olhos passados,
Olhares tão recentes nesses aforismos de egocentrismo.

Além da noite o que tanto foi escondida em memória,
Tenta sobreviver ao tempo como a areia da ampulheta.
Essa poeira nos olhos que perpetuam tal história,
Sem mais calor, sem mais toque ou anseio pra punheta.

Os dias e as horas que passam através dos corpos ocos,
Nada além de ecos sem sentido...
Tanto amor contido... Mentido ardor... Amantes loucos.
Nada além do amor sentido!

Plantação De Sonhos

Posted: 3 de mai de 2012 by Lux Alt in
0

Chegando tão perto do que parece impossível,
Nada mais parece extraordinário ou difícil.