Revoluções Alheias, Revoluções Íntimas!

Posted: 31 de mai de 2009 by Lux Alt in
0

O que é a atividade diária, a rotina de se alimentar...
Senão mais uma produção de tudo o que consistimos.
O que é a verdade contrária, a mentira rudimentar...
Senão mais uma confissão do falso fardo que nos omitimos.
A revolução que buscamos é para liberdade sectária
Sem a individualidade perspicaz que diariamente descumprimos!
O medo da solidão tem nos unido em uma revolução individualista!
Entre o egocentrismo e a rendição pugnando indução consumista...
Ainda assim somos a inexatidão,
De tudo que pode ser agora avocado anarquista!

Jardins Crescentes

Posted: 30 de mai de 2009 by Lux Alt in
0

Queremos todo o tempo pra nós,
Queremos viver mais!
Realmente só há uma chance de fazer tudo.
Sendo pólen!

A vida é agora...
O agora é ontem...
E o amanhã ficou pra trás

Se não formos
Nossos próprios jardineiros e jardins,
Permitiremos que nos podem.

O mundo é o espaço
Que temos a alcançar com as raízes,
Menos que isso não satisfaz.
Menos que isso não satisfaz.

Último Cortejo Da Insensatez

Posted: 29 de mai de 2009 by Lux Alt in
0

Poderia ter morrido com aquele último beijo...
E tudo ficaria no começo do “Era uma vez...”
Mesmo sabendo que acabar foi próprio mútuo desejo.

Ansiando O Sol Com Mãos De Gelo

Posted: 28 de mai de 2009 by Lux Alt in
0

Quem imaginaria,
Que daqueles campos,
Antes floridos...
Não mais brotariam lágrimas?

E dum sussurro,
O pedido do despertar,
Para que com um beijo,
Tudo ficasse melhor.

Um aviso perante a idéia,
De se arraigar em outra estação...
Não foi suficientemente racional...

De tudo um amor busca,
Os caminhos mais complexos,
Para reproduzir durante todo ano.

Ainda espero o Sol de verão,
Mesmo todos ainda achando que minhas mãos são de gelo.

+ Ou – Consciente... + Ou – DeMente!

Posted: 27 de mai de 2009 by Lux Alt in
0

Você realmente não sabe o que está do outro lado,
E quer admitir que haja uma verdade no camuflado,
A possibilidade é tão irreal quanto o que palpável
De ser ou estar meio ou por completo acordado
Ou completamente consciente de estar instável?

Então não adianta questionar o que é saber,
Ao pedir-me um pouco mais de consciência...
Simplesmente é incoerente a dúvida conceder,
A diferença entre a essência e do poder...
E
Entre o que é ser ou estar DeMente...
Pois para tal só se for ou estiver completaMente.

Quantidades Instituídas

Posted: 26 de mai de 2009 by Lux Alt in
0

Há uma conjuntura de loucura em cada racionalidade,
E a juventude das idéias faz com que pensemos mais
Em sermos insanos perante toda a informação do que é estar acordado.
Há um pouco de ficção em tudo o que é real,
E um pouco de realidade nos sonhos que instituímos.
Mas a quantidade de cada ingrediente,
Quem determina é a consciência de saber quanto está acordado ou não.

Você sabe?

Deuses De Areia

Posted: 24 de mai de 2009 by Lux Alt in
0

Você tanto fala em uma integridade superior,
Mas não sabe quem incensa suas cordas...
Você tanto fala em ser livre perante a verdade,
Mas não percebeu que as linhas sempre foram tortas.
Talvez um dia você possa abrir as portas,
Desde que reveja seu conceito de liberdade!

Você tanto fala em ter convicção da firmeza de sua crença,
Mas basta um sopro para que tudo se vá ao vento...
Você tanto fala e nada pensa...
Talvez um dia possa soltar teu pensamento.

Dias Úmidos

Posted: 23 de mai de 2009 by Lux Alt in
0

O perfume úmido
Faz lembrar a impotência,
De ser simplesmente incompleto.

E o que mais seria possível,
Se todo o resto se molhou,
E derreteu em prantos não expressados.

Tudo o que um dia foi pétalas,
Agora seca ao lembrar a verdade...
As estações continuarão passando...
Mas aqueles sentimentos depois de colhidos não podem voltar.

Pintando Liberdade (Criatividade)

Posted: 22 de mai de 2009 by Lux Alt in
0

A vida não é um jogo, não é um seminário...
Nem sempre dá pra se reconstruir a confusão,
Porém sempre é possível desordenar mais a história!
Seja você mesmo um dia e veja ao contrário.
Entendeu? Não se dê a ilusão então...
Só falsas memórias.

Vidas Co-existênciais

Posted: 21 de mai de 2009 by Lux Alt in
0


Quando aspiramos destruir algo belo, nunca olhamos o espelho,
Estamos procurando réplicas para as possibilidades vitais.
Tudo não passa de caminhos cruzados onde não queremos guia-coelho,
Mas ainda podemos ter a beleza de sermos reais sem efeitos colaterais.
Num dia em que sejamos parte do mundo... Em que sejamos somente animais!

Além Dos Conceitos

Posted: 20 de mai de 2009 by Lux Alt in
1

A verdadeira liberdade não pode ser aprendida através de livros,
Ou ensinada com palavras.
O que calamos no âmago, e uma explosão mental.
Quando não há mais espaço onde a mente alcance...
É onde teremos a certeza da prisão.

A verdadeira liberdade é o infortúnio
De perceber as grades da consciência!

Rotação Paralisada

Posted: 19 de mai de 2009 by Lux Alt in
0

Enquanto tive comigo, (Rotação)
Sei que foi meu... (translação)
Ou a metade. (Relação)

E mesmo que não houvesse dono, (Relação)
Eu sei... Mundos foram compartilhados.
Mundos diferentes... (translação)
Não opostos. (Rotação)


O que causou tal distância gravitacional?

Eu Espero... Deitado

Posted: 16 de mai de 2009 by Lux Alt in
1


Não haverá outro dia para arrependimento,
O mundo está se esgotando em egoísmo e sofrimento.
Por mais que eu quisesse sentir, eu não sinto por nós.
Por mais que eu desejasse uma causa, não tenho mais voz!

Que o mundo se purifique enquanto eu durmo,
E que as flores de uma nova estação tenham perfume de flores,
Não de fumaça de poluentes egocêntricos.
Faça sua parte!
Eu também sou sonhador!

Labirinto Obrigatório

Posted: 15 de mai de 2009 by Lux Alt in
0


Todos sempre buscamos um intacto caminho... Livre,
Onde sejamos reais em nossas opiniões e ciências.
Porém não encontramos uma saída, por mais simples que seja...
Por sempre criarmos novos caminhos, novos muros
Neste infinito labirinto de falsas obrigações.

Todos buscamos uma saída,
Mesmo que a saída seja uma nova vereda aprisionada.
Pois todos sabemos que sem um labirinto,
Tudo o que restaria seria o deserto.

Prontidão

Posted: by Lux Alt in
0

Estamos prontos para morrer por uma causa,
Desde que a causa não cause mais morte!
Estamos certos de que não há certeza alguma,
Que tudo adiante pode ser tão efêmero quanto o pensar.

Estamos prontos para partilhar os milagres,
Desde que esses não sejam causas individuais.
Estamos prontos para amar o próximo,
Desde que esse não seja nossa imagem e semelhança.


Estamos prontos para sermos livres sem prender...
Você está?

Uma Mente Desperta

Posted: 14 de mai de 2009 by Lux Alt in
0

Garanto que há possibilidade
De uma liberdade completa.
Ter da imaginação realidade.

O Isolamento Das Angústias

Posted: 13 de mai de 2009 by Lux Alt in
0

Todos esperávamos,
Uma reação que a ocasião não pudesse discernir
E tínhamos plena consciência,
De que o controle das emoções era possível...

Todos sabíamos,
Que a naturalidade dos momentos era irracional,
E conhecemos de perto como é
Sentar e compartilhar verdades com inimigos.

O maior problema foi achar que possuíamos,
Algum companheiro de mesma espécie.
Todos só procurávamos uma salvação,
Das dores sociais, então buscamos o isolamento,
Sabendo que esse era o comportamento intimamente mais humano.
Todos só queríamos isolar o sentimento.

Mergulho Na Inspiração

Posted: 12 de mai de 2009 by Lux Alt in
0


De um modo ou de outro,
Sabendo que não há mais esperanças,
Temos a completa certeza da liberdade!
E o ilusório aperfeiçoamento é a autodestruição.

Quando de um modo ou de outro,
O mergulho no orgulho do ego é a real libertação.

Limites Temporais

Posted: 11 de mai de 2009 by Lux Alt in
0

Vivemos em um tempo,
Em que a coisa mais importante
É não fazer nada de serio com tal estação.

Vivemos em um tempo,
Em que a simplicidade de viver é a constante
Desventura da constatação.

Vivemos em um tempo,
Em que o egoísmo de ser algo adiante
Passa por cima da auto-estimação.

Vivemos em um tempo,
Em que o próprio tempo é o concomitante
Motivo e justificativa de estagnação.

Coercível Realidade

Posted: 10 de mai de 2009 by Lux Alt in
0

É inevitável não reparar que não há mais caminho pra voltar,
É impensável comparar uma prisão menor para se emancipar.

É impossível permitir que a paixão ultrapasse a idéia de liberdade,
É imprescindível omitir a real emoção para se viver em sociedade.

É aconselhável não comparar como é viver sozinho sem amar,
É incoercível ser sem competir com a ilusão de poder olhar a sanidade.
É invisível o palpável, imperceptível na realidade...

Pensamentos Simples

Posted: 9 de mai de 2009 by Lux Alt in
0

É simplesmente incrível,
Pertencer a um mundo e universo,
E desconhecer tanto de toda essa relação como desconheço.

É simplesmente incrível,
Se achar estranho por ser humano,
E perceber toda infecção que se causa sem um real preço.

É simplesmente natural,
Achar tudo simplório perante a individualista vontade de ser livre.
Mesmo que a liberdade tenha sido transformada
Em etiquetas e em valores de ego.

Frieza Mordaz

Posted: 8 de mai de 2009 by Lux Alt in
0


Não tenha medo.
A diante só haverá paz,
E no gatilho o dedo.

A Dádiva Do Dilúvio

Posted: 7 de mai de 2009 by Lux Alt in
0


A chuva ácida atingiu o cérebro das idéias idealistas...
E quem tentou se abrigar terminou por molhar os outros...
Quem diria que um dia a água não seria por vocês desejada...
Quem diria que as flores percorreriam as vias desses rios...
Quem diria que a lama limparia a consciência de tantos inconscientes...