DeMentes Inc.

Posted: 25 de out de 2008 by Lux Alt in
2

Esse projeto surgiu quando senti a necessidade de escrever algo sobre loucura, com maior profundidade e atenção, então surgiu o grupo DeMentes Inc., e seguindo uma tendência da época eu escrevia por heterônimos e em forma de letras de música. Cheguei a produzir vários álbuns de um monte de cantores imaginários. Acreditem ou não foi assim que passei a me interessar por escrever poesia.

Escrevi todo o CD de Julho de 2003 a Fevereiro de 2004. Portanto algumas das poeias que seguem hoje podem parecer batidas ou imaturas sei lah... Foi foda escrever 20 faixas com um único tema (DeMência), claro que com a perspectiva diferenciada e pessoal de cada personagem. Agora vejamos os componentes do DeMentes Inc.:
Cool-Color, D.Roll, Gold Mad, Silver Batty e Toy C

Então esses cinco loucos formam o DeMentes Inc. A maioria das poesias daqui foram utilizadas no DeMentes zine, só que com algumas mudanças, tipo corte de palavrões, ou até mesmo de músicas inteiras que não publiquei, como Yippie-Yi! que é uma solo de D.Roll falando da relação dele com seu progenitor; Mas talvez eu ainda as publique...quem sabe?

Talvez cada um tenha uma psicopatia que represente no fundo um pouco de cada personalidade minha... Mas quando sabe se temos personalidades demais ou coisas demais em uma personalidade?

DeMentes Intro

Posted: 24 de out de 2008 by Lux Alt in
0

Olhe, sinta como nós sentimos esse mundo
Veja as cores que formam o plano de fundo
Mas tudo é tão belo, mesmo sendo imundo...
Tua mente pode vislumbrar um único segundo?

Viu? Não? Então perdeu, já era, passou a hora
Role por aí e tente sentir qual essência te devora
Existe um plano pra quando você for embora
Se acha que minha mente é louca, olhe-se agora!

Quem falou em loucura por aí?
Acho que ninguém é doente por aqui
Porque tiveram essa idéia? Cara, olhe ali!
Se minha mente é demente, eu te reconheci!

Quem quer sentir um pouco dessa mistura?
O que deixa minha alma totalmente segura
Sou um demente e sinceramente não há cura
Até porque minha mente está fechada, é dura...

Tudo o que falam de nós é pura conspiração
Tentam te iludir pra roubaram tua salvação
Tente prestar atenção na melodia e na canção
Quem é demente? Eu pelo menos não sinto com o coração...

Loucos? Onde?

Posted: 23 de out de 2008 by Lux Alt in
0


Aqui! Ali! Parece que estão em todo lugar...
Aqui! Ali! Espero que essa doença não possa me pegar

Quem? Você é louco! Você é quem está vendo demais
Se está vendo coisas como Deus e Satanás...
Então, quem é que possui a mente mais incapaz?
A humanidade condena a loucura como deficiência
Tentando achar uma cura, recorrendo à ciência
Mas esquecem que a maioria dos cientistas tem essa essência
É lógico que condenam a lógica de pensamento individual
Para eles, a mente mais livre já é uma mente anormal
Sendo assim, veja a loucura como comportamento natural
Pois agimos por nossos impulsos sem pensar em sociedade
E por "quebrarmos" barreiras somos o lixo da humanidade?
Quem se importa com seus fúteis conceitos de moralidade?
Que se dane sua droga de identidade, eu tenho a liberdade

Quem sabe você pudesse conhecer a real mentira
Não diria a verdade, pois é o que realmente conspira
Mas saiba, Quem condena a loucura está na mira
Beba um pouco dessa essência veja como o mundo gira
Não falo de drogas, pois a realidade é o que pira!
Veja com nossos olhos, e saiba porque nossa mente delira
Se sentisse o que sentimos, acharia que sentimos ira
Mas é diferente, a realidade humana é o que inspira
Você deseja conhecer a loucura baby? Então se vira!!!

Refrão:
Loucos? Onde? Sinceramente não vi nenhum
Essa historia de ser demente já virou comum
Loucos? Onde? Somente em cartoon
Não falaria se conhecesse algum
Loucos? Onde? Loucos que mexem o bumbum?
É... talvez eu seja um...

Aqui! Ali! Parece que estão em todo lugar...
Ali! Aqui! Espero que essa demência não possa me pegar

Quem sabe você pudesse descobrir a salvação
Se tivesse um vislumbre, uma breve noção
Mas continua aí parado crendo em ressurreição
E eu quem tenho a mente em degeneração?
Sinto muito, é em vão, a realidade entra em contradição
Se não tomar uma posição quanto essa situação
Será um demente sem mente como essa "civilização"
Em decomposição, pois não seguem a inspiração
Que é o chamado real para o real de uma louca emoção!

Aqui! Ali! Parece que estão em todo lugar...
Ali! Aqui! Espero que essa demência não possa me pegar

Olhe! Quem é louco aqui senão você!?
Faz suas idiotices e nem sabe um lógico porque
Porque só você vê o que você acha que só você vê?
A loucura influi na visão, ou só dentro da mente?
Ei, o problema aqui é seu, só você sente o que diz que sente
A loucura não é passageira como gripe, é permanente!
Achou que ser louco seria legal como estar na moda?
A demência não precisa de voluntários para sua horda
E você ainda acha que o mundo é uma única roda
E há quem concorda, mas deve ter um bom argumento
Pois seria muito fácil ser um louco sem envolvimento
O real louco é aquele que não desperdiça nenhum momento
E sendo a loucura um tormento, morra e deixe de sofrimento

Aqui! Ali, parece que esses loucos estão em todo lugar
Ali! Aqui, parece que essa demência conseguiu me pegar
E agora? O que devo fazer para poder me curar?
Ah, a loucura não tem cura... Não tem como apagar...
Ah, então deixarei a corrente me levar para o infinito
Existem cores! E até um simples papel é bonito
Aqui sou meu próprio deus, e só eu mesmo me limito
Pois o limite é a imaginação que eu tanto vomito
Não falo de outro planeta, se foi o que deu a entender
Estou falando do limite da minha mente, meu poder
Tudo que só a imaginação de um louco poderia conceber
Talvez nem precisasse mais beber nem me esconder...
Mas esse seria um ato de brutal idiotice humana
Jamais colocaria a culpa de meus atos na minha mente insana
Pois o culpado seria eu e minha consciência mundana
Mas qual a conseqüência profana para minha mente sacana?

Arco-Íris

Posted: 22 de out de 2008 by Lux Alt in
0

Cores...
Você consegue ver as cores pulsantes?
Estão presentes em todos os instantes
olhe que nem usei drogas inalantes
E ainda vejo até as mais ofuscantes...
E por quê? Porque eu necessito!!
sem as cores eu não me excito
E a visão comum não me limito...
olhe a cor daquele anjo de granito!
Você consegue penetrar em cada detalhe
Que normalmente seria omitido?
Então você é um louco reprimido!
Que não enxerga o poder contido
Como posso vê-lo?
E mesmo sendo noite ainda posso tê-lo!
A imaginação não me deixaria perdê-lo...

Refrão:
Eu posso vê-lo...
Você acha que é um reflexo
Mas não entende o real nexo
Eu posso vê-lo...
seu eu ficou perplexo?
Aposto que só sente orgasmo com o sexo...
Eu posso vê-lo...
olhe a frente seu dislexo!
Veja o que está em anexo
Você pode, pode vê-lo?
Eu posso... Eu posso vê-lo...

Fenômeno resultante da dispersão
Da luz solar na aquosa composição
De bolhas em suspensão no ar
o que mostra a real coloração
Desse mundo sem cor e brilho
Que com meus DeMentes compartilho
Quem não consegue ver eu humilho
E depois seu corpo eu empilho...
Pois quem não vê é descartável
Por mais que seja belo e amável
Quem não vê é imprestável!!
Que acha que a realidade é inalterável
Como posso vê-lo?
E mesmo sendo noite ainda posso tê-lo!
A imaginação não me deixaria perdê-lo...

Cores em todo lugar! No meu chá,
No jantar não há como apagar
Veja lá, veja cá... tente enxergar!
E louco por essas cores fico eu a vagar
Eu pareço vulgar por tentar ampliar minha visão ao me drogar?
Eu pareço vulgar por tentar ampliar minha visão ao me drogar?
Vá se danar! Fique a criticar sem conhecer
As cores que a realidade de um louco pode te entregar

Ah fique ai vendo em preto e branco
E eu vou dançar meu tango
Veja se seu cérebro pega no tranco...
Hahaha, sabia... mente de orangotango!!

Louco Amante

Posted: 21 de out de 2008 by Lux Alt in
0


Uhh, amor? O que é isso? É alguma substância estranha?
Quem criou essa coisa? Qual louco cometeu loucura tamanha?
Ah, acho que sei quem foi... para mim foi o dono daquela aranha (67)
Venha, venha com os DeMentes e verá o que sua mente ganha!

O tempo passa e não consigo esquecer
Aquele momento que teu corpo fez-me aquecer
Parece idiotice falar de sentimentos que passaram
Mas foram tão fortes que os dias não apagaram
Foi louco? Mas admita, foi o mais real
O que você sentiu como o mais imoral, o imortal
O que faria você matar qualquer humano
Qualquer coisa que pudesse atrapalhar seu desejo insano!

Refrão:
Louco amante, louca mente, demente um instante
Louco amante desconhece o que sente e é excitante
Louco amante, louca mente, demente permanente
Louco amante, desconhece, mas é consciente do poder existente
Louco amante, demente, louco, insano eternamente!
Louco amante, permanentemente demente! DeMente...

Ahh, amor é um tipo de demência inexistente
Ahh, não há ninguém com inocência suficiente
Ahh, só ama quem é DeMente!

Oh sim, eu também sinto esse fatal desejo
Mas não podemos mais compartilhar o beijo
A loucura consumiu toda a realidade
E apagou conceitos de humana moralidade
Agora ao nos amarmos destruiríamos o padrões
Desse sistema acostumado a ilusões, falsas emoções
Por isso estamos aqui, exilados e condenados
Separados para sempre! Mas ainda assim somos DeMentes amados

Ohh, amor é um sentimento auto-suficiente
Ohh, não há humano totalmente consciente
Ohh, só ama quem é DeMente!

Quem foi louco o bastante pra conhecer o que é o amor?
Você diz que ama, mas só o que sentiu foi o calor (sexo)
O que fez qualquer um pode fazer sem muito ardor
E nem por isso vai ter amado, assim como não sentiu dor
Que está bem próxima ao sentimento mais impossível
Você acha que poderia amar? Isso é um desejo inconcebível
Só sendo louco você poderia sentir essa sensação indescritível
O que destorceria a realidade mental e é invisível
Você já chegou a esse nível? Pode negar tudo o que é mundano?
Pois o Verdadeiro Amor assemelha-se ao ódio mais inumano
Entende que esse seria o teu pecado mais profano? (LEECH)
Não é pecado 'amar', pecado é achar que é um amante insano
Pois só os insanos sabem o plano que te faria feliz
É claro que é o caminho para o amor que você sempre quis
Mas não pode ter, tua mente é incapaz, você mesmo diz...
O ,amor é proibido para você, demente sem mente infeliz
O amor comigo é só para quem conhece a realidade que eu fiz!

Eu posso sentir essa tua emoção
Não sei dizer se existe uma comparação
Realmente é igual a uma louca sensação
Amando não existe mais uma eventual criação
Só existe o amante, o resto não merece consideração
Com o Louco Amante, uma ligação! A mais demente combinação!

Ahh, amor é coisa insana, nem tente
Ahh, você nunca poderá senti-lo, nem invente
Ahh, só ama quem é DeMente!

Juntos podemos quebrar qualquer barreira
Não existe tempo, espaço ou fronteira
Posso sentir tua mente fundida à minha
Você pode ver o que eu vejo, juntos na mesma linha
Podemos mudar o mundo que nos rodeia
Nos amamos mutuamente e o mundo nos odeia
Só agora eu entendo o que você realmente sente
E agora eu compartilho a mente de DeMente!

Nosso Lar

Posted: 20 de out de 2008 by Lux Alt in
0


Sejam bem vindos Senhoras e Senhores!
Aqui é onde vivem os mais dementes sonhadores
Sim... e sabem qual o ínfimo crime eles cometeram?
Pensaram sozinhos!!! Entenderam? Doentes!!!
Não existe crime pior, e aqui purificarão suas mentes
Voltarão ao nosso maravilhoso e perfeito sistema
Vamos curar esses doentes! Assim não haverá defeito, apagaremos o problema!

Refrão:
Nosso lar... não queremos voltar
Podem nos matar, mas não iremos pra lá
Não para esse lar, não esse lar...
Hospício, sanatório, seja como for, você iria odiar
Nosso lar... esse não é nosso lugar
Então por que chamamos de lar?
Ah, sei lá... Não venha me perguntar
Só sei que para lá jamais iremos voltar!

Quem de nós nunca esteve lá? Não falo de Arcádia ou da Umbra
Não pensei no Mundo do Sonhar, só pensei naquela penumbra...
Um lugar fétido, sem cor e de completa insanidade suja
Como assim suja? Mente forçada a pensar, e não há quem fuja
Você talvez conhecesse, mas nunca como nós conhecemos
Todos os DeMentes passamos por esse buraco e ainda assim sobrevivemos
Mas digamos que a experiência eternamente me transformou
E hoje o que sou? Uma mente inumana que esse local formou
Violência, inconsciência, demência em forma de mortal doença
Não a demência da nossa crença, sinta como é diferente a presença...
Sente a diferença? E eu carrego o preto e branco como uma cicatriz
Jamais voltarei pra esse lugar! Tenho o direito de ser DeMente e feliz!

Não! Não importa qual seja sua formal nomenclatura
Aquilo é um inferno! E só sai de lá quem tem "alma pura"
Daí você pode imaginar: "Que loucura... não existe cura"
Não pra minha fissura que é permanente, como seus sentidos
Temos a demência eterna e temos que ficar escondidos
Malditos! Mas tem que ser assim ou teria meus membros partidos
Não quero ser estuprado e ter que ficar calado, abafado
Por que acham que ser louco é ser um tapado? Ahh médico safado!
A dor não apagou, não ficou no passado, eu não sou culpado
Eu tive minha loucura artificial, mas só enquanto era mortal
Hoje é natural! Opa... é loucura dizer que é racional? Ah DeMente imoral!
Ahh, hoje sou livre como um selvagem animal, hoje eu sou real!

Não existe cor! Só existe uma parda dor
A confusão domina, remédios para um forçado torpor
E quem é louco? Quem fez nosso mundo ser fechado?
Ah, você que errou quer que eu deixe no passado...
Eu sei, também tive que esquecer meu humano lado

Sei, sei, também é denominada clínica de recuperação
Mas recuperação de quê? Aquilo só fazia aumentar minha percepção...
E agora minha indignação por não poder ver a transformação
Da realidade a minha volta, hoje em eterna revolução
E lá dentro, só degeneração! Morte de uma mental geração
Corrupção! E o que acham que fizeram com minha opinião?
Jogaram no lixo, e me jogaram nesse lugar de podridão
Pensaram que curariam meus vícios e usaram uma punição
Hoje, quem comanda a situação? Quem teve a ressurreição?
Isso foi minha evolução. E sinceramente não há gratidão
Pois senti dor, quase morri, morri, mas voltei pra negar meu perdão
Saí daquela prisão e jamais voltarei pra lá! Não! Não! Não!

Eles acharam que simplesmente poderiam purgar
A nossa demência não é um borrão à se apagar
Para nós não existe conta à pagar
A liberdade é o espaço que temos pra vagar
Nós jamais voltaremos àquele lugar!

Pra Você Que...

Posted: 19 de out de 2008 by Lux Alt in
0


Se existe uma barreira divisora essa é muito fina
Demência e consciência fazem parte da criação divina?
Acho impossível! Não existe deus e só a mente ilumina
Se você acha que só fica louco com morfina, cocaína ou heroína
Isso é porque ainda não conheceu a demência que realmente fascina
Acha que azul é pra menino e cor-de-rosa é pra menina?
Qual é? Se quer renovar seus conceitos nem precisa chegar na esquina
Aí onde está é um bom lugar, espere que já já te mostrarei
Como é ser louco... Mas sinceramente não te ensinarei
A loucura não se aprende, ela já está no sangue como proteína
A loucura não se ensina, mas se quer conhecer a loucura te guiarei
Siga o caminho de tijolos amarelos e ao fim poderá ser o rei
Como? Conheça a sua mente, conheça a realidade que domina
E sendo assim, ficando louco pode me acompanhar sem medo
Até porque um louco não teme nada! Agora venha, toque meu dedo
E durma, talvez em sonhos veja a mágica que te concedo... (sonho?)

Ei, isso não é sonho! Isso é nossa realidade
Não há necessidade de que seja percebida na própria mentalidade
Sei que sou louco, mas isso só porque tenho um pouco de criatividade
Criei um mundo sem regras, crimes, leis ou coisas de moralidade
Sou o que sou e não aceito ordens dessa mísera sociedade
Se duvida de meus conceitos é porque não sabe o que é individualidade
E então? Acha que pode olhar para mim sem ver humanidade?
E então? Consegue ver algo diferente de mim e você?
Não... não pode-se ver minha mente, e sabe por que?
Você não é e nunca será DeMente! Esqueça essa vitalidade
E talvez conheça o efeito permanente de nosso poder
A loucura é única, independente de você querer esconder
Apesar que não dá pra ocultar essa essência tão poderosa
Só outro louco te reconhecerá por ter a jóia mais preciosa
A consciência que te enlouquece e por loucura tua mente é ansiosa...

Eu quero um lugar que ninguém queira me estudar
Eu quero me guardar sem ter que me apagar
Pois não quero ser ninguém! Não quero ser nada!
Hoje eu só quero ser a eterna mente abandonada

Refrão:
Pra você que pensa que é louco, pense mais um pouco
Pense se teria consciência de que perdeu a essência
O que te separa do real e de um eventual plano astral
Pra você que diz ser demente, pense no que sente
Pense se seria consciente ao ponto de ir contra a corrente
Se em sua mente existe uma torrente de realidades permanentemente,
É porque você é louco e acha que é um insano demente! (entende?)
Entende? Ah... nem tente!

Não tente ver ao fim do túnel uma luz
Não há cura, não há culpa...e esse é o caminho que seduz
Não existe barreira porque não existe diferença
Você acha que a demência é algo que a mente produz?
Não! A mente demente já nasce assim, ninguém conduz
Mas vendo assim, não há loucura criada... ah dá licença...
Você está procurando uma resposta para uma falsa questão
Não há solução para o problema, vá dormir então
Ninguém lhe dará atenção! Você é louco e não vale um tostão
Meu irmão, olhe só para você e deixe o resto para a mental decomposição

Eu quero ser feliz, não tenho culpa do que não fiz
Eu quero bis dos momentos que eu fui feliz
Mas lembro que não quero ser ninguém ou nada
Hoje eu só quero ser a eterna mente abandonada

Pra você que pensa que pensa em coisas demais
Pra você que a loucura é uma droga que faz
Pra você que acha que a solução da guerra é a paz
Pra você que apenas com um pirulito se satisfaz
Pra você que é louco e quer demência mais e mais...

Então pense mais um pouco e pense sobre seu atual estado
Você acha que faz algo de errado? Acha que é pecado?
Sinto muito, a loucura não é assim, você é mesmo 1 tapado!
Coitado... um louco não percebe que tem a loucura
Pois a loucura não é uma doença que tem cura
Qual é? Você entendeu como se prepara essa mistura?
Pura demência mais consciência é a resposta da percepção
Não consegue nem destinguir o que é real e o que é ficção
A verdade é que você não sabe nada, não tem nenhuma concepção
Nem opção, pois a vida de um louco está em eterno movimento
Mas isso não quer dizer escolha... quer dizer conhecimento
É por isso que temos a mente rápida! Prontos a qualquer momento
E qual nosso alimento? A consciência alheia é o que comemos
E consciência pura é o que temos! E jamais perdemos
Somos assim, talvez você ache loucura, mas não nos contemos
Por isso não temos barreira de preconceito que tanto considera
Se quisesse acabaria com uma vida agora, coisa que ninguém espera
E se esqueceu quem te fala, em minha mente a loucura é quem impera
Loucura? Ah, você não entendeu direito minha mensagem
Olhe, a sociedade despreza a demência, estaria em desvantagem
Mas sou marginal, pois não carrego comigo essa inútil bagagem
Só tenho na mente uma imagem, tão clara quanto a lua prateada
O mundo ao qual pertenço, e onde tenho a mente respeitada
Se sou louco isso não importa, só não tenho a conduta sistematizada
E se você acha que é louco, você não entendeu realmente
Isso é pra você pensar que não se ferrou seu idiota demente
Epa! Demente? Ah, você entendeu! Agora veja como se sente...
Acorde baby! Toque o sonho e desperte sua mente! LoucaMente!

Eu quero te matar, mas não iria querer me ferrar
Eu quero me comportar, mas tenho que me enterrar
Pois na terra sinto que não sou ninguém ou nada
Hoje eu só quero ser vá eterna mente acordada!

Dementes Inc. Indo fundo...
Você acha que ferra com todo mundo?
Hahahaha, olhe a sua volta idiota!
Você acha que é louco? Não brinca... ah não importa!
Você pensa em loucura? Ah talvez eu te visite no hospício
Esse seu pensamento é bem propício
Ah vá se drogar, e talvez sinta um pouco da consciência
Sei que é quase impossível alguém conhecer a real demência
Mas essa seria sua última experiência
Só os DeMentes conhecem a essência! HAhahahahah ahh

100 Razão

Posted: 18 de out de 2008 by Lux Alt in
0

Você acha, acha que é tudo ilusão...
Eu já disse, só encontrará confusão
Não, não procure outra conclusão
A loucura não tem cura, não tem razão

Não, não adianta tentar achar um único porque
Se ficou louco, a resposta estará dentro de você
Olhe para onde quiser, mas não encontrará a fonte do poder
A consciência é a demência que você tenta esconder
Mas a realidade te força a expor, e não há como perder
O seu simples pensamento é a resposta, é uma prova
Você não estará forçando para agir como uma coisa nova
A consciência real sempre se renova, até para quem já está na cova
E nós DeMentes somos assim! Nossa consciência viva te comprova
Mas não existe razão para querer te provar! Ah uma ova!
Eu sou assim, e se você acha que sou ou não louco, não importa
Eu sou livre, até em pensamento, e pra mim não existe porta
Eu quebro qualquer barreira, e só mesmo a loucura me conforta
Eu não quero nem saber se você me ama ou me insuporta
Não importa! A vida louca é o que minha consciência exporta!
Já provou? Eu passo essa essência com um simples olhar
Olhe, eu posso te acordar... sei que quer provar o que tenho pra te dar
Agora não poderá mais voltar, a mente não pode-se apagar
vamos devagar... a consciência de um novo mundo pode te estragar
Qualquer conceito sobre realidade que você levava em consideração
Qualquer emoção que você dizia sentir com o coração
Eu sei a solução! A loucura é sua cura, mas não procure 1a razão...

Refrão:
Você acha que tudo o que vê é ilusão
Você já provou, mas sua mente é pura confusão
Você vive a procurar uma única conclusão
Seus pensamentos estão em choque, em fusão
Baby, para ser louco não há motivo, é 100 razão

Acabei de constatar, a humanidade é demente
Sei que acha estranho, mas veja o que é evidente!
A humanidade pensa que quem pensa demais é o mais consciente
mas daí contrariam o pensamento sobre a consciência impotente
Quem está pensando demais? Quem não sabe o que é e o que sente?
Sinto muito, mas eu sei o que se passa em meu pensamento
Tudo o que você sonha como realidade, eu já tenho conhecimento
Se a loucura aqui é pensar demais, eu sou louco desde o nascimento
E não há anomalia ou razão para esse simples acontecimento
A consciência da consciência é algo sem dor ou sofrimento
Ou achou que teria que se drogar para conhecer a realidade?
A loucura é razão para uma eventual mental vitalidade
Com um louco não há motivo, consequência ou casualidade
haja o que houver, saberá quando parar com a sua "insanidade"
Pareço confuso ao falar da humanidade? É só minha sinceridade...
Essa é sua oportunidade de negar tudo o que queria sustentar
A loucura é algo muito vulgar, porque iria se infectar?
É desprezível não ter um lugar, ninguém vai se importar
disse que era insano, vai ter que pagar! Quis nos insultar?
Hahaha! Sua ação é digna de comiseração
Agora entende qual o significado da nossa situação?
Então por que ainda tenta achar uma resposta, uma razão?

Eu sinceramente não consigo entender
Quem controla esse tal poder?
Consciência e demência são uma só?
Então quem conhece a loucura mor?

Essa é uma pergunta que não possui resposta
Você ainda acha que sustento minha proposta?
Engana-se! Já desisti de deixar minha mente exposta
Se essa é a razão que sua mente mais gosta
Vá em frente e deixe pra lá essa insanidade imposta
E agora perceba o que se transformou
Sua mente consegue captar ou você já se conformou?
Sabia que não aguentaria, porque nunca amou
E o amor é a resposta para o que você clamou
A demência é a razão para o DeMente que hoje sou!

Muzzy! Muzzy! – Interlúdio

Posted: 17 de out de 2008 by Lux Alt in
0


Muzzy... Muzzy... M-U-Z-ZY! Muzzy!
Muzzy... Muzzy... M-U-Z-ZY! Muzzy!

Bem vindo ao mundo da loucura eterna (Muzzy World)
Você pode ser qualquer coisa, criatividade é o que governa
Não importa a época, antiga ou moderna (Muzzy Age)
Esse mundo tem o que consideramos essencial
E o nosso rei é Muzzy! Deus primordial! (Muzzy é moral)
Da loucura, demência, insanidade irracional... (Muzzy!)

Flores, frutos, pássaros cantando com a gente (Muzzy World)
Felizes, pois somos DeMentes contentes
A alegria é o ingrediente essencial da corrente (Muzzy háh)
Não há quem quebre os elos de ligação
pois Muzzy nos guia para o paraíso da satisfação (Muzzy é paixão!)
Onde a loucura, demência, insânia são uma única emoção (Muzzy!)

Não perderia um capítulo sequer não tenho a mente louca (Ahãm)
Quem não conhece o conteúdo merece um tiro na boca! (Pow!)
Qual é? Você acha infantil? Ah, não sou eu que tenho a mente oca
Eu entendo o que a mensagem quer nos transmitir (Ahãm)
Mas não é mensagem subliminar! Muzzy não iria omitir (Muzzy!)
A verdade está aí! E você acha insanidade e demência assistir...

Ya! Muzzy... Muzzy... M-U-Z-ZY! Muzzy!
Ya! Muzzy... Muzzy... M-U-Z-ZY! Muzzy!
Ya! MUZZY! MUZZY! MUZZY!

Insanidade

Posted: 16 de out de 2008 by Lux Alt in
0


Refrão:
Criatividade + vontade é = a insanidade
Criatividade + vontade é = a insanidade
Só quem é DeMente é que tem capacidade
Criatividade + vontade é = a insanidade
Criatividade + vontade é = a insanidade
Só quem é DeMente é que conhece a realidade.

O que você considera criativo eu considero inútil
O que você adoraria, como religião, para mim é fútil
Eu não estou dizendo que sou superior ou coisa parecida
Só estou mostrando como temos uma opinião invertida
E daí que sua ilusão é conhecida? Eu prefiro o que é novo
E se você não se conforma que eu seja diferente do povo
Vá a merda! Eu não pedi sua opinião para minha consciência
Não quero que você interfira em nenhuma experiência
Sim, deixe que eu sofra a conseqüência, talvez eu aprenda
Mas eu não quero um professor ou um protetor que me defenda
Abra os ouvidos e entenda: Eu quero viver a minha morte em paz
Eu sei até onde posso chegar, e até o que sou capaz ou incapaz
Sei que minha loucura não é mais algo produzido artificialmente
Sou livre e não devo a ninguém minha consciência auto-suficiente
Sinceramente, se sou DeMente, é por causa da minha real vontade
E se tenho criatividade, só você desconhece minha insanidade.

Você tem agora uma nova chance pra despertar
Venha comigo e ouça a história que irei te contar
Vou devagar para sua mente compreender sua situação
Antes que entre em convulsão devido a nova sensação
Sei que gosta de emoção, mas preste atenção na minha narrativa
Era uma vez uma criança que tinha uma mente sempre ativa
Ela era muito criativa e precisava expor seu pensamento
Não agüentava ficar só vendo sem ter entendimento
Então foi contra o sagrado mandamento de ser um verme irracional
Mostrando a seu tempo como poderia quebrar o laço incondicional
Que escondia todo potencial que um humano pode ter
Mas ao fazer isso, logo fizeram essa criança se conter
Ela estava a distorcer a realidade sistematizada
Essa porcaria que transforma toda liberdade em escravizada
E uma criatividade realizada é um crime mortal! Não há vontade!
Se você tem capacidade, desperte o que eu tenho como insanidade

In-sa-ni-da-de! O que significa essa palavra finalmente?
Quem conhece o significado já é uma mente consciente?
Ou simplesmente uma mente DeMente? Quem é doente?
Eu não pensaria em insanidade como demência
Mas insânia também é só pra quem tem consciência?
Loucura faz parte dessa louca concorrência?
Quem está ficando insano sou eu com a convivência

Cavalo Branco - Interludio

Posted: 15 de out de 2008 by Lux Alt in
0














Um cavalo branco (branquinho como a neve)
Subiu as escadas do teatro (pocoto, pocoto)
Morreu de um susto (UHH! Oh nao! De susto? hahaha)
Em um escritorio apertado
(Tao apertado era aquele escritorio)
Teve que ser mutilado
(Zzzummmm... *(imitando uma serra eletrica))
Para poder sair dali
(Para poder sair dali o cavalinho branco)
E nao pude cavalgar
(Que pena... e agora? O que vou fazer?)
Oh... e era um lindo dia de sol.

Voar... Voar...

Posted: 14 de out de 2008 by Lux Alt in
0


Eu quero ir para qualquer lugar, eu sou livre para voar
Eu sei que posso vagar e vagar como um pássaro a voar
Eu posso voar! Eu posso voar!

Refrão:
Gaiolas para prender a mente que é rara e bela
Sem nenhuma saída ou fresta nessa pequena cela
E o tempo se passa tão lento quanto se queima uma vela
Gostaria de ser como uma brisa que ninguém consegue ver
Mas que pode viajar o mundo sem se deixar prender
Como queria esse poder, poder voar e no mundo me perder

Eu não tenho uma casa, eu não tenho um lar
Não quero ter moradia, nem um local para me instalar
Eu quero simplesmente ser livre pra partir pelo mundo
Não tenho família, nem conheço nenhum pecado imundo
Eu sou tão simples quanto o oxigênio, sem tantos detalhes
Não quero viver com ninguém, nem dançar em bailes
Eu sei que posso ser livre, livre de qualquer conceito
Não quero a paz mundial, nem quero lembrar o mal que foi feito
Eu só quero ser livre para voar e sentir o sangue correr no peito

Eu não quero ser honesto para poder viver em paz
Não me importa o que pensam, a vida é curta demais
Eu quero aproveitar cada instante como se fosse o final
Não sei o que está à frente, nem quero ser um imortal
Eu sou como as cores das flores que abrem na primavera
Não há quem impeça meu crescimento e ninguém espera
Eu simplesmente sou livre, livre de qualquer definição
Não penso em passar por cima dos outros, nem tenho intenção
Eu só quero ser livre para voar e o sangue pulsar no coração

Eu quero ir para qualquer lugar, eu sou livre para voar
Eu sei que posso vagar e vagar como um pássaro a voar
Eu posso voar! Eu posso voar!

Não existe tempo para ser livre! E o relógio não pára um segundo
Não! Não há quem me prive, eu posso voar para qualquer mundo
O tempo está do meu lado, eu decido o quanto eu posso ir fundo
Ou alto! Eu não fico calado! Se quero voar eu grito para a realidade
Ela me transportará para qualquer céu que você chama de sanidade
Se tiver oportunidade, tente atravessar a sua barreira da moralidade
O que você considera imoral? Isso é o que realmente te prende...
Se você pudesse ser você mesmo, poderia voar em você, entende?
Que só precisaria quebrar as próprias grades! Mas não, você se vende
Como pode? Deixa que conceitos sociais se sobreponham ao seu desejo
Assim ela corta suas asas e você aceita! Jamais poderá ver o que eu vejo
Não sabe diferenciar o que é sacanagem e se escandaliza com um beijo
Qual é? Onde fica a liberdade de escolha e a liberdade de expressão?
Como quer voar se é um verme rastejante? Nunca sairá do chão!
Nunca poderá ver adiante do horizonte, o mundo em rotação
Pois fique aí com seus conceitos, preconceitos e sonhos irrealizáveis
Enquanto isso, eu voarei no tempo dos momentos mais agradáveis
Porque eu sou livre! Eu posso voar e seus sentimentos são abomináveis
Mas só para você que está engaiolado! Eu me conheço completamente
E é por isso que vôo! Eu rompi as barreiras da mortal mente
Hoje eu sou superior por olhar muuuuuito mais a frente
E por ser livre completamente, me chamam de DeMente!

Não há prisão para mim! Nunca prenderão meu pensamento
Podem destruir meu corpo, mas estarei de volta no próximo momento
Ninguém pode prever meu comportamento ou minha direção
Eu sou livre! Ninguém prenderá minha mente em ereção
Tente e terá uma nova reação! Verá que o que falo é real
Jamais blefaria se tratando do que eu tenho como essencial
Mas talvez seja mortal! Será que você agüentaria a liberdade?
Será mesmo que você conseguiria viver sem regras da sociedade?
Talvez a barreira para a liberdade seja quebrar o espelho da sanidade!

Eu posso ir para qualquer lugar, eu sei como posso voar
Eu não me importo em ser vulgar, eu só quero voar
Eu sou louco e sei como voar, voar, voar, voar...

Espelho

Posted: 13 de out de 2008 by Lux Alt in
0

Para que maquiagem? A beleza é miragem
Todos são insuportavelmente defeituosos
Você jamais agüentaria o real espelho
Jamais peça meu sincero conselho
Os reais elogios são inescrupulosos
Já que a loucura é o verdadeiro espelho
O espelho que nunca te envelhece
O espelho que sempre te emagrece...
Infelizmente isso 'uma loucura que você desconhece
E dessa louca vaidade tua mente eternamente carece

O que você vê a sua frente é seu eu real? Isso é demência!
Escutei uma música que dizia que éramos todos iguais em essência
Mesmo com todas as diferenças, temos igualdade em consciência?
Não em conscientização e sim em potência! E o que importa a aparência?
Se temos a mesma possibilidade de desenvolvimento mental
Quem disse que esse poder seria controlado pelo estrutural?
Isso é só uma casca, e sinceramente não importa se é normal
Você tenta ser diferente, ser excêntrico, mas daí vira um débil-mental
Que só pensa no material, na aparência, que nada pode fazer
Acha que pode seduzir alguém? Acha que pode ter esse prazer?
Se sua mente funcionasse, você poderia controlar esse poder
Poder moldar sua matéria, e assim poderia esquecer
A vaidade é um pecado, é errado pensar que vale a pena ser perfeito
Imagine se todo mundo fosse belo, se variações, sem nenhum defeito
Imagine se você não pudesse se olhar e morresse sem ter esse feito
Qual seria o efeito? Como se sentiria descobrindo que é o ser mais imperfeito?

Refrão:
É loucura crer que o espelho é verdadeiro
Olhe! Ele olha diferentemente para cada pessoa
Para quem ele mostra o reflexo inteiro?
Quem aceita o que ele mostra numa boa?
Vaidade? Talvez, mas isso seria futilidade
Vaidade? Tem certeza que você não é um pecador?
A vaidade é minha única marca de humanidade
Quem olha o espelho não é um reflexo e sim um espectador
Pois o espelho é o portal para a mais bela insanidade

Não existe cor no meu reflexo, não desse lado
Olhando invertidamente eu posso ver tudo o que foi apagado
Posso ver minha alma colorida pelo céu ensolarado do meu passado
Nesse reflexo existe a essência da divina vaidade do pecado
Quem está a salvo desse safado espelhado para o qual eu olho agora?
Não há saída, não há como viver sem ver o que ele põe pra fora
Dentro dele está a alma de cada louco que olha e o explora
Você poderia viver sem ele? Então você não se adora?
Está mentindo... Conseguiria morrer sem ter se visto uma vez?
Sem saber como é, aceitando elogios e críticas? Insensatez
A vaidade refletida não foi a humanidade que fez
Com o espelho não há segredos, mentiras, nem timidez
Você pode tocá-lo vendo-se ser tocado e amado, pois ele é você
Não é só material, pois dentro dele está o seu eu que você vê
Só ele pode responder o seu mais íntimo porque
Atrás do espelho estão as costas do seu poder! Pode crê...

Olhe dentro de você, seus olhos refletem suas intenções
Seu olhar transmite loucura, eu sinto as vibrações
Deixe-me ser seu espelho, faça-me suas confissões
Emoções são reveladas ao reflexo como masturbações
Quem fala disso com alguém? Quem revela o seu amor próprio?
Não é narcisismo, é afinidade consigo mesmo, eu estou sóbrio
Não estou drogado, não usei ópio
Eu me amo, e adoraria transar comigo
Eu adoraria ter meu reflexo mais do que um amigo
No espelho eu me conforto, eu me abrigo, não brigo, brigo
Você me diz que sou feio? Eu não ligo!
Eu sou bonito? Eu não ligo! Eu sigo o reflexo
Sim... eu falo de amor completo, com beijos, carícias, com sexo
Pois só eu me entendo, e só em mim eu acho um nexo
Com meu sexo, meu solitário sexo desconexo! Aposto que você ficou perplexo...

Esquizofonia - Interlúdio

Posted: 12 de out de 2008 by Lux Alt in
0


Ouça, que barulho é esse que vem vindo?
Não, não são só gargalhadas, nem todo mundo está rindo
Parece que tem choro ao fundo, está ouvindo?
Nossa... o que está acontecendo? Esse desespero é lindo!!!
Lembra minha casa nos dias mais calmos e normais
Mas você não quer saber do que a demência familiar é capaz
Não agüenta nem o som que essa mesma faz
E além do mais, para você não importa, tanto faz...
Mas por favor, deixe-me ouvir um pouco mais...Ahhh

Loucos? Onde? Parte II

Posted: 11 de out de 2008 by Lux Alt in
0


Ali! Aqui! Estamos em todo lugar...
Aqui! Ali! Não há como apagar, a demência vai te pegar
Diga-me: Você encontrou algum louco dando vacilo?
Você procurou onde? Em hospícios, hospitais e asilos?
Acha que esses loucos são meus DeMentes pupilo?
Não, você deve procurar ao seu redor quem tanto pensa
Quem consegue transmitir as ondas de sua presença
Isso é a demência que te falo, essa é nossa crença
Achou que seria algo como brincar de ser uma criança?
Fingir ver coisas só para ter uma atenção como vingança
É rejeitado? É louco? Não! Você é um idiota sem esperança
Pra que viver se nem entre os loucos você é aceito?
Isso porque pra ser igual a nós, você deve ter seu conceito
Conceito de realidade, sem defeito, sem nenhum preconceito
Isso é impossível pra você? Então você não sabe o que é 1 louco perfeito

Como é que é? Quem disse que a loucura estava viva?
Isso é só manifestação do inconsciente da mente mais ativa
O desejo de realizar uma vontade com força criativa
Esse espírito inexplicável é o que nos move e motiva
A loucura é nossa amante, nossa alma, nossa diva
Para essa consciência não há remédio, não há esquiva
E agora você pergunta se eu falo de uma doença destrutiva
Destrutiva sim, doença não, e é isso que mais me cativa
Pois enquanto você se priva da vida eu faço mais uma tentativa
De conhecer a mim mesmo, já que minha mente é DeMente e abrasiva

Refrão:
Encontrei O que procurei! Foi loucura achar que acharia
Que acharia algo ou alguém que me amaria
Que seria louco por mim. Me enganei, quem se importaria?
E qual a importância da loucura na minha vida?
É só um motivo para motivar a mente perdida...
O louco é você! E de loucura sua mente carecida
Loucos? Onde? Só conheço o louco que sois
Loucos? Onde? Baby, essa é nossa parte dois

Estamos em todo lugar, até nas cores de teu corpo mortal
Eu não imagino como seria se perdesse esse potencial
Estaria aleijado, deficiente, sem saída... seria anormal
Isso porque é normalidade pra mim ver além do seu material
Isso não é orgulho, só acho que perder a loucura seria fatal
Como perder a visão aguçada das cores desse imenso mural
Que é o mundo, no qual eu me perco sem saber de bem e mal
Eu gosto de falar da minha demência porque ela é real
Eu sou real! E a consciência da consciência é instinto animal
Eu vejo o invisível e as cores disso é um "arco-íris" sobrenatural

Loucos? Onde? Só conheço o louco que sois
Loucos? Onde? Baby, não deixe essa loucura pra depois
Loucos? Onde? Parte dois?

Eu tenho consciência do que argumento
Sei que é loucura falar de loucura nesse momento
Mas olhe bem, eu não considero isso um sofrimento
Se fosse assim não acharia que sou louco, que invento
Estaria fingindo algo que sei, está na terra, água e no vento
E como agüento? Simples, eu sou o Senhor desse vento
Eu controlo meu tempo. Eu decido se ele vai rápido ou lento
Comigo cada ação tem reação, isso é a demência em movimento
Esse é o segundo momento, deixe de tormento e [não] tente ter entendimento
Tentar compreender a loucura não tem cabimento...
Aqui! Ali! Essa é a espiral DeMente em constante crescimento
Ali! Aqui! Esse é o momento do seu imortal DeMente nascimento
Aqui! Ali! Estamos em todo lugar, e só assim eu me contento
Se você ainda não achou nenhum louco, eu lamento...

Eu venho de planetas distantes
Eu posso ignorar seus diamantes
Eu tenho infinitos amantes
Eu prolongo os melhores instantes
Eu gosto de viver nova experiência
Eu sei quando apagar uma evidência
Eu "controlo" minha demência
Eu tenho consciência da minha potência
Eu estou aqui, ali, aqui e lá
Eu não gosto desse blá-blá-blá
Eu mostrei que aqui loucura há. hahaha
Eu só quero cantar lalala lalala..

LoucaMente Insanos - Outro

Posted: 10 de out de 2008 by Lux Alt in
0


Você conseguiu entender nossa louca explicação?
Agora sabe que com os DeMentes não há comparação
Cada nova ação pede uma reação, uma emoção
Espero que tenha compreendido sua inútil situação

Viu que não existe explicação para esse comportamento
Que é natural, assim como seu raciocínio que é tão lento
Não pode vislumbrar por um instante nosso conhecimento
Numa vida gelada como essa, a demência é nosso aquecimento

Não adianta se enganar, eu sou louco e é simples assim
Serei eternamente DeMente, até meu fim
Mas a loucura te rodeia agora, e não falo só de mim
Sim, adoraria compartilhar com você o que você considera ruim

Fodeu-se se não entendeu! Não usamos mensagem subliminar
Depois não reclame, se um louco qualquer te eliminar
E não falo de 1 DeMente, ué, ainda não sabe diferenciar?
Ahh! Ainda bem que esse negócio vai terminar

Viu as cores pulsantes que a mente DeMente tem?
Ah, não diga que fechou os olhos também
Que idiota, não aproveitou a maravilhosa viagem
Não seguiu a estrada de tijolos amarelos para o paraíso da sacanagem

Você não conheceu nenhum louco, nenhum insano
Para ser DeMente, você teria que esquecer o que é humano.

Humano.

Posted: 9 de out de 2008 by Lux Alt in
0

Vamos agora falar de conceitos...
Conceitos humanos sobre a humanidade e seus defeitos
Ah, não somos perfeitos!? Também, nem vemos nossos defeitos
Uma coisa eu sei, não olho para seu pênis, vagina, ou seus peitos
Nem sou hétero, homo, pan, trans, muito menos bissexual
Não adianta tentar me categorizar, sou só um animal
Também não olho para você pela sua definição/orientação sexual
Vejo você apenas como uma pessoa, um siples mortal
Não fico tentando adivinhar com quem deitas em tua cama
Realmente não me importa o sexo da pessoa que você ama
Amanhã podes "gostar" de teu irmão, de um cão, de tu'mama
E então, qual era tua 'opção'? Ihh, isso já foi pra lama...
Por isso eu só penso no Ser, não em orientação. Eu penso em mim!
Nem se atreva a me chamar GLS ou qualquer coisa assim
Eu simplesmente curto as pessoas, e assim será até meu fim
Eu sou só Humano, e isso não é nada nada ruim
Se você não admite 1 sentimento achando que isso pode ser pecado
Isso só comprova que você é um coitado que nunca será amado
Isso porque segue "ordens" alheias e não seu próprio chamado
Não existe o pecado e meu sentimento é um pássaro alado
e se você ainda teima em me definir é porque ainda não entendeu o recado

Refrão:
Todos somos simples criaturas, igualmente
Eu só sigo o que meu corpo pede e sente
Sinto muito se somos todos normais
Mas não pode me comparar com esses morais
Nunca quis dar uma de inocente
Você me considera imoral, amoral ou DeMente?
É assim que você se sente? Então tanto faz...

Humano, simlesmente
Humano, de corpo e mente
Humano pois sou Eu completamene!

Então, pode chegar alguém e te dizer:
"Ah, eu não tenho preconceito, isso é uma ESCOLHA que só você pode fazer"

Escolha??? Como pode existir alguém tão ignorante?
Como assim? Você acorda e diz: Hoje vou me apaixonar em tal instante
Hoje vou me apaixonar por um menino, amanhã por uma menina
Você escolhe quando e por quem se apaixona e quem te fascina?
Infelizmente não consigo escolher, isso só o momento/sentimento determina
Se não fosse assim, não me apaixonaria em qualquer esquina
Não tenho sentimentos pelo sexo de alguém, eu só penso na pessoa
Sexo é uma conseqüência tambem, mas o que rolar já é uma boa
Se for com você meu bem, tudo bem, terá que deixar tais conceitos à toa
Não venha porque tenho tal sexo, tal órgão, isso comigo não ecoa
Venha porque sou Eu! E assim sou para qualquer pessoa que me veja
E se pensar em desejo como loucura é porque tua mente almeja
Sei que adoraria poder escolher mas o sentimento é mais forte
Não é assim, não pode escolher, ninguém tem essa sorte
Deixando de seguir seu eu, você só estará abrindo mais o corte
Quem é você? Se é apaixonado pela Vida, porque "ficar" com a Morte?
Deixe de se questionar! Ame somente o Humano, com o resto não se importe!

Humano pois sou consciente
Humano, sigo o que o corpo sente
Humano, soMente

Não adianta me categorizar, não conseguirá
Sou normal como você, e não há com o que se preoculpar
Se você não gostar de mim, tudo bem, não irei te culpar
Mas lembre-se, não foi pelo meu sexo, e sim por quem eu sou
E também, depois não se arrependa porque não confessou
Até porque não existe necessidade de dizer com quem se deitou
Também não há necessidade de chegar e perguntar tal inutilidade
Se tiver que acontecer algo, acontecerá se tiver reciprocidade
Deixe o vento soprar... declare se sentir que tem tal necessidade
Mas declare-se apenas como um Ser, um filho da humanidade

Porque as pessoas têm necessidade de dar nome?
Porque nao se preocupam com coisas mais coletivas como a fome?
Querem saber quem vai contigo fazer sexo, quem te come...
O sexo importa? A quem? Porque não olham o próprio reflexo?
Essa necessidade nominal para mim não tem nexo
É sem coerência, sem substância. Do que importa meu sexo?
O importante é seguir o que ordena essa hipócrita sociedade?
Então seja infeliz já que escolheu negar sua liberdade
Se negou seu sentimento por medo da própria sinceridade
terá morrido sem jamais ter tocado um dedo na real humanidade

Humano, não importa o que digam, eu sou Eu, inteiraMente

Humano.(Remix)

Posted: by Lux Alt in
0


Eu não quero, eu não preciso, não desejo sua compreensão
Eu não quero ser aceito
Eu não quero uma chance, não preciso dar explicação
Eu não tenho o seu conceito

Desejo, vontade real – Insano!?
Corpo, instinto animal – Humano.

Garot@ eu tenho te olhado e agora quero te revelar
Eu desejo você, ter teu corpo, te amar e não posso calar
Garot@ eu tenho o mesmo sexo que tu, mas isso é comum
Eu conheço você, você me conhece, e não vejo problema nenhum
Garot@ venha se é Humano, e não se deixe rotular!

Refrão:
Não importa o que digam, eu sou Eu, inteiramente
Sigo meus instintos, siga uma vez, tente!
E não queira nomear, sou Humano simplesmente
Humano, pra você talvez DeMente
Não importa o que façam, eu sou Eu, completamente
Sigo qualquer desejo que meu corpo pede e sente
Não queira me comparar com sua moral inconsistente
Serei Humano eternamente...

Garot@ eu tenho você como melhor amig@
Eu transformei o sentimento e quero que você diga
Garot@ estou apaixonad@ por quem você é, você me fascina
Eu não quero saber do teu sexo, não importa se és menin@
Garot@ eu só quero te amar, se é Humano me siga

Definição de sexo para sexo? Sem nexo! Ridículo, patético
Não vejo sentido em mascarar um sentimento tão poético
Por quê negar quem é pra seguir um sentido hipotético?
Então é assim? Você lê um livro e segue tudo que está escrito?
Quem te prova que tudo contido não passa de um mito?
E seu sentimento, não é real? Negar o Eu, eu não permito.
Se é ilícito, se é pecado, isso é pra você que em tudo vê malícia
Pois crendo numa alienada crença privativa, a vontade é mais propícia
Ter, ser, ir ao “contrário”, só pra testar se a realidade não é fictícia
Não! Essa é a real delícia. Poder pintar com todas as colorações
Seguir todos os impulsos, revelar as emoções, sentir emoções
Nunca negar o Eu, pois isso é mais importante do que míseras religiões
Sem confissões! Não há pecado algum em seguir sua real vontade
Seu desejo, seu querer, pode até ser considerado insanidade
Mas não se importe, a sociedade é baseada em falsa sinceridade
E vive dependendo de rótulos pra maquiar a vã mediocridade
Ainda bem que eu conheço minha Humanidade...

Eu não quero, eu não preciso, não desejo sua definição
Eu não sigo seu conceito moral
Eu não quero uma chance pra revelar minha real emoção
Eu sou Humano e isso pra mim é o normal.

Você acha mesmo que pode optar tua orientação sexual?
Ah é? Então você pode mudar um sentimento real?
Isso pra mim não é normal... Ah, você acha pecado mortal...
Então diz que é feio sujo e tal, só porque te disseram na igreja
Se eu não dependo disso, porque importa à sociedade, quem me beija?
Acham que eu posso “perverter” qualquer um que me veja?
Ah, isso acontecerá se você já deseja, mas eu não o perverti
Até porque perversão, é uma invenção de conceitos que eu não aprendi
Senti vontade de ser Eu, meu caminho e inspiração, então segui
Não cedi, nem seguirei o que vai contra o meu real pensamento
Minha realidade é concreta e a sua pode cair a qualquer momento
Você esta vendendo a sua vontade e acha que terá de volta o pagamento
Acha que vai para um paraíso eterno terno, mas que é incerto...
Quem voltou de lá pra dizer que isso ou aquilo está ou não certo?
Quem garante que depois não existe somente o vazio concreto?
Ah... eu sei qual é meu paraíso, e esse está sempre aberto
Meu pensamento Humano de ser Eu, completo e liberto.

Humano, sigo meus instintos, siga uma vez, tente, tente!
Humano e não queira nomear, sou humano simplesmente
Humano.

O Mundo É Dos Loucos (Remix)

Posted: by Lux Alt in
0

A loucura, a loucura é minha amante
Loucura é meu estado de espírito constante
Q faz c/ q vc ñ desperdice nem1 instante
aproveite todo o momento como o + excitante
Ser LOUCO Ñ eh defeito! Em vc é a coisa + interessante
T admiro por teus atos inesperados, sempre tão insanos
como NunCa Afetados pelos pre-conceitos huManos
ESSeS atos q p/ a socieDADE sempre serãO proFanos
MesMo dpois d tantos inescrupulosos atos urBaNoS
neM sempre divulgados pela TV q eh controlada
AÍ deixam A parte da REAL loucura isolada
PoR isso estamos AkI praticaNdo-A, p/ torná-La A + bAdAlAdA
heH, DeiXe q sua mente se tranSforme nu1a caneta aLaDa
Tornando a essência em assunto p/ o Mundo inteiro
PoiS a RUA eh o lugar da REALIDADE e nisso sou pioneiro
Aproveitey minha Jovem HUman-idade como 1 coveiro
enteRRando as Mágoas na LOUCURA artificial do meLHor *cheiro*
vc deve me achar 1 LOUco(?) por t confeSSar iSSo
MaS o paSSado eh passado & ñ preciSo + dsse vÍcIo
agora A loucura eh natural, assim como O sangÜíneo desperDíCio
& ñ preciso + cometer o TÃO imoral Sacrifício
poiS prefiro Usar esse PEcado como 1a diVersão naturaL
A nace$$idade da loUcUrA ñ me dava a Escolha OpCionaL
Q prefiro eu Pecar c/ AQLE + sensuaL mortaL
Ñ imPorTa o SEXO, o imporTante eh a LoUcUra eSSenCiaL
Atitude! Eh tudo o q Precisa p/ q durma eM Meu ataÚde
SE vc admitir Q eh LOUCO ñ existirah qm o InsulTe
a INSANIDADE nunca fOI e NUNCA serah 1 proBlEma d saÚde
O Mundo É Dos Loucos ,& ñ Há nele qm MudE!

Meus Demônios

Posted: by Lux Alt in
0


Eu sinto-os dentro do meu pensamento
Estão em meu corpo todo esse tempo
Sairão quando parar o forte vento
Ritos não adiantam, agora é tarde
Meu espírito, com o calor do fogo, arde...

Isso é o que esse caminho nos revelou
Por tempos remotos a história se calou
Agora o pesadelo voltou, teu corpo usou
Para aproveitar tua morte, por capricho
Deixando sua alma fora, como lixo...

Abra as asas para o inferno
Abra os olhos para o céu
Nesse paraíso você será eterno
Nesse paraíso você será o réu

Saídos das trevas para a rua
Tão escura, e sem a luz da lua
Que é difícil dizer, se a sombra é tua
Já que a escuridão é teu recanto
Com essa sombra cobre-se como um manto...

Não reclame de ser, dentre muitos o escolhido
É uma honra para esse corpo ser possuído
Por alguma luz você está sendo poluído...
Mas já se apagou, como uma vela
Aproveite enquanto a escuridão é bela...

Decadência

Posted: by Lux Alt in
0


Advertência! Faço eu com toda a minha benevolência
Excelência dos momentos inesquecíveis de concupiscência
Indecência que é promovida com pura inocência
Freqüência, ao ponto de levar um pecador a falência
Penitência nunca paga, assim como nunca a confidência
Eminência inexistente nesse mundo de violência
Obediência jamais aprovada para a eterna existência
Independência é a liberdade para alguém sem prudência
Influência pelas notas musicais da imortal consciência
Insolência, ao negar o poder da perfeita jovem aparência
Impotência de amar alguém em toda sua essência
Evidência que o seu espaço não permite a concorrência
Seqüência de sentimentos, inexplicável até para ciência
Convivência contínua leva-me a ter essa tendência
Condolência para sua escolha, suja de preferência
Clemência para a humanidade que vê o amor como demência
Conseqüência da constante divina deMente decadência

Ilusão

Posted: by Lux Alt in
0

A morte é a grande ilusão no momento
Todos acham essa passagem um tormento
E daí que o restante não tenha conhecimento?
Sinceramente eu lamento...
Ilusão? Sim, é isso que você vê a sua volta
Quando fuma, a cor da fumaça que você solta
Mas usa tanto do 8º pecado que precisa de escolta
Idiota! A realidade é um pouco mais ampla do que pensa
O lugar onde você está isso sim é uma bolha imensa,
Na qual você acha que tem alguma presença
A diferença é que todos estão pensando nisso também
Mas você acha perda de tempo olhar para o que vem
Se liga meu bem! Se acha que todos são do bem
Enganou-se, pois fiquei sabendo de seus pecados
Pois são alados os sentimentos que falam por si quando calados.

Ilusão é uma coisa tão real, que pode parecer natural
Mas a nossa mente possui um poder descomunal
Que pode realizar seu desejo, até o de te tornar mortal
Mas para essa ilusão ser tangível, tens que sentir o poder
O qual irá corroer o restante do inútil prazer
Terá que sofrer para ver que a ilusão pode-se perceber
Que horror... nunca mais poder sentir o irreal amor
A verdade é que acho na miragem o prazer com calor
Sem cor, como era quando eu ainda sentia alguma dor
Mas isso já passou, e você também pode sentir-se assim
Só terá que dar adeus e nunca chegará seu fim
Não é ruim, só sacrificará o amor que sentias por mim.
Sempre que olhar para o céu pense
Como se sustentam as estrelas, quem te convence?
Mas se nem a história de um deus o tempo vence
Então chego a conclusão de que a ilusão não passa
De pensamentos projetados, o que disfarça
Uma realidade que eternamente nos caça.

A Máscara

Posted: by Lux Alt in
0

Animais que fingem ser humanos
Que fingem ser decrépitos insanos
Arranhando a tinta que cobre
A aristocracia que se finge de nobre
Mas que no fundo, só provaram da raça pobre
Se perde na noite conversando com ninguém
Que é sua consciência que cala também
Só os seus Anjos sabem o que está pensando
Com quem você realmente queria estar pecando
Mas olhe para a frente e veja para onde está andando
O sabor da vida nem sempre é doce
Quem dera você, se o mal se fosse
Então ficaria livre para amar
O que é proibido no sagrado altar
Mas a máscara não deixa você falar.